CARTA ABERTA COM O POSICIONAMENTO DO SIMM A RESPEITO DA PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

Home/Notícias/CARTA ABERTA COM O POSICIONAMENTO DO SIMM A RESPEITO DA PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

CARTA ABERTA COM O POSICIONAMENTO DO SIMM A RESPEITO DA PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

Vimos expressar nosso posicionamento, com relação ao texto proposto pelo atual governo sobre a reforma da previdência.

Em primeiro lugar, entendemos que algo que seja reformado, necessariamente, precisa ficar melhor do que já era. Caso contrário pode ser qualquer coisa, menos reforma.

Apreciando o assunto, chegamos a conclusão de que, caso seja aprovado a “Proposta De Emenda à Constituição” que modifica o Sistema de Previdência Social no Brasil, não será uma reforma e sim uma desconstrução de um sistema previdenciário que foi CONQUISTADO COM MUITA LUTA, SUOR E SANGUE DOS TRABALHADORES BRASILEIROS.

A alegação para tal maldade com a classe trabalhadora e população em geral é de que o atual sistema é deficitário. Assim como colegas fiscais do Tesouro e tantos outros servidores, consultores e profissionais do ramo, não concordamos com tal afirmação, uma vez que foram realizados vários estudos que comprovam que o Sistema tem superávit, ou seja, o sistema atual se mantém e sobra recursos. [Cito(O Rombo da Previdência é Uma Mentira- jusBrasil),(Comissão Parlamentar de Inquérito-CPI da Previdência), Associação ​dos Auditores Fiscais, entre outros].

Também não concordamos com a maneira como está sendo conduzido todo este processo, uma vez que estão “empurrando goela abaixo” da população esta crueldade.

Entendemos que o atual texto privilegia setores capitalistas/financeiros e industriais promovendo maior lucro às custas dos trabalhadores, bem como os Poderes Legislativo e Judiciário.

Quando escutamos os “ditos representantes” do atual governo e defensores da proposta em questão dizerem que o Brasil está quebrado, não concordamos, pois acreditamos que o que realmente inviabiliza os recursos financeiros da máquina pública dessa nação é, na sua maior parte, a corrupção e a má gestão dos recursos. Portanto em nosso entendimento o que deve ser feito é combater a corrupção e qualificar a administração pública e não diminuir os direitos já conquistados.

Caso venha a ser aprovada a “dita reforma”,  entendemos ainda que haverá várias outras consequências negativas, tais como:
1) diminuição do dinheiro que circula, pois teremos menos aposentados e mais idosos disputando uma vaga de emprego no mercado de trabalho, aumentando a oferta de mão de obra;
2) esta mão de obra fica mais barata e os salários começam a ficar menores do que já são;
3) idosos que não conseguem se aposentar e nem ingressar no mercado de trabalho e, da mesma forma a juventude que também terá menos vagas para competir, acabam se tornando dependentes de familiares, diminuindo o poder de compra de muitas famílias e consequentemente aumentando a pobreza;
4) em decorrência teremos retração do consumo de bens e serviços em geral:
5) aumento do desemprego;
6) cofres públicos terão menos recolhimento de impostos.

Acreditamos que possa ser o começo de uma crise financeira sem precedentes.

Com isto posto portanto, entendemos que esta Reforma será prejudicial para todos e somos CONTRA esse texto que está sendo proposto ​pelo Executivo Federal.

Embora não façamos paralisação neste dia 22/03/2019, somos SOLIDÁRIOS a todos,  grupos organizados ou não, que de alguma forma estão se opondo e manifestando contrariedade a essa ARREMEDO DE REFORMA da previdência que, sob nosso ponto de vista, é DESNECESSÁRIA, INJUSTA E IMORAL.

SOMOS TRABALHADORES A FAVOR DA SOCIEDADE EM GERAL.

   DIRETORIA DO SIMM.

Comments

comments

2019-03-21T15:55:09-03:00